É Notícia nesta 2ª Feira, dia 19:

|| Mais de oito mil crianças, entre as quais 1300 do concelho da Maia, estão a ser seguidas por investigadores do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto, no âmbito do Projeto Geração 21 (G21).

O projeto segue crianças desde o primeiro dia de vida até à idade adulta, já lá vão 13 anos.

A Câmara Municipal da Maia é um dos parceiros do projeto, colaborando com os investigadores através de diversos meios, principalmente no seu trabalho de acompanhamento das cerca de 1300 crianças maiatas.

Trata-se de um estudo inovador, o primeiro deste tipo a ser realizado em Portugal. Os dados recolhidos estão a ajudar a produzir conhecimento indispensável para re­tratar a realidade da saúde em Portugal, projetar o seu futuro e fundamentar decisões em políticas de saúde.

|| Mais de 3.300 pais ou mães precisaram da ajuda da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) nos últimos cinco anos, por terem sofrido agressões por parte dos filhos, entre casos de violação ou tentativa de homicídio.

Só no ano passado, a APAV recebeu 765 pedidos de ajuda, menos 62 casos do que em 2016, mas mais 208 do que em 2013, o que representa um aumento de 37% em cinco anos.

|| Esta e outras notícias também em Maia Primeira Mão