Balanço da Campanha “Viajar sem pressa”

Entre 13 e 19 de outubro, foram fiscalizados, em controlo de velocidade por radar, 2.509.675 veículos, no âmbito da Campanha de Segurança Rodoviária “Viajar sem Pressa”.
A campanha, da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), teve como objetivo alertar para os riscos da condução em excesso de velocidade, sendo esta uma das principais causas dos acidentes nas estradas.

Nesta ação, foram transmitidas as seguintes mensagens: “a velocidade é a principal causa de um terço de todos acidentes mortais”; “quanto mais rápido conduzimos, menos tempo dispomos para imobilizar o veículo, quando algo de inesperado acontece”; “numa viagem de 10 km, aumentar a velocidade de 45 para 50 km/hora apenas permite ganhar 1 minuto e 20 segundos, porém, uma reduzida diferença de velocidade pode fazer a diferença entre a vida e a morte”.

Os 2.509.675 veículos foram fiscalizados, em controlo de velocidade por radar , 85% dos quais pelo SINCRO – Sistema Nacional de Controlo de Velocidade, da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Dos veículos fiscalizados, 20.393 circulavam com excesso de velocidade, dos quais 11.151 foram detetados pelos radares das Forças de Segurança e 9.242 pelos da ANSR.

No que diz respeito à sinistralidade, durante a mesma janela temporal registou-se um total de 2.144 acidentes, de que resultaram 9 vítimas mortais, 30 feridos graves e 586 feridos leves.