Abriu o autoagendamento da vacina para maiores de 27 anos
Vacina Covid19

A diretora do serviço de Farmácia do Centro Hospitalar do Tâmega (CHTS) foi demitida depois de, na semana passada, uma falha na utilização do sistema de refrigeração, ter danificado 130 frascos de vacinas contra a covid-19, que seriam utilizadas na vacinação de cerca de 600 profissionais.

Na altura do incidente, o Conselho de Administração do CHTS abriu um “processo de inquérito” para apurar responsabilidades e avaliar apresentar um processo-crime. Contactado pelo JN, o CHTS afirmou que “não se pronuncia” sobre o assunto, “por estar a decorrer um processo de inquérito”.

O lote com centenas de vacinas contra a covid-19 ia ser administrado aos profissionais do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), em Penafiel, foi danificado durante a noite de segunda para terça-feira da última semana, impossibilitando a sua utilização.

Na altura, fonte do Conselho de Administração do CHTS afirmou que tudo indicava que a falha estaria “associada a uma utilização inadequada do sistema de refrigeração da farmácia do hospital”. As vacinas em causa, 113 frascos que dariam para 600 doses, iriam ser utilizadas para vacinar os profissionais de saúde.