Cartão de Identidade – Cláudia Martins e Minhotos Marotos

Esta semana, o Cartão de Identidade descobre os segredos por trás da banda Minhotos Marotos, liderado por Cláudia Martins.

Nascida a nove de julho de 1991, Cláudia Martins iniciou muito precocemente a sua carreira artística. Com apenas oito anos começou a aprender a tocar concertina, um ano depois, envolveu-se no mundo das cantigas ao desafio.

Em 2001 pertenceu a um grupo familiar, designado “Amigos de Guimarães” com os quais partilhou momentos de grande alegria e festividade. Em 2005, fez parceria no duo “Tiago & Cláudia”, experiência que a enriqueceu em termos pessoais e profissionais. Nesta altura começou a escrever as suas próprias letras, brincando com as palavras e com as melodias.

As comunidades portuguesas têm uma enorme influência na sua carreira profissional, pois desde 2006, passou a ser convidada a mostrar o seu trabalho, um pouco por todo o mundo. Simultaneamente tem percorrido o país de lés a lés atuando em eventos diversos como grandes feiras, festivais, arraiais, festas académicas e apresentações na tv e rádio.
No entanto, sentiu que devia mais aos seus fãs e optou por criar, em 2009, a banda “Minhotos Marotos”, nome selecionado, por um lado, como homenagem à região que a viu nascer e, por outro, dando um duplo sentido às letras que utiliza nas suas canções.
A banda foi aumentando progressivamente, com elementos em palco que tocam vários instrumentos, proporcionando a quem os ouve momentos de boa disposição, alegria e entusiasmo. Este é um tipo de espetáculo muito procurado por quem gosta de dançar e ouvir cantigas “marotas” de improviso.
No ano de 2009 lançou o seu primeiro álbum intitulado “Minhotos Marotos”, onde se popularizou a música “Marotos”. O álbum de estreia foi um grande sucesso em Portugal e além fronteiras levando Cláudia Martins a realizar vários espetáculos por todo o mundo. Desde essa altura, não tem parado, apresentando anualmente um álbum com originais que fazem as delícias do seu público.
Desta feita, Cláudia Martins fala sobre o último trabalho da banda – ‘Segura-me no Saco’ – que, uma vez mais, procura pôr toda a gente a cantar e a dançar.
Para ouvir sem falhas, de 2ª a 6ª feira, às 08,30h, 15,30h e 18,30h, nos 107,8 FM da Rádio Noar.