Vacina Covid19

Foram retomados os ensaios clínicos da vacina contra a Covid-19, informou a Universidade de Oxford no sábado (12). A vacina terá sido interrompida após um voluntário do Reino Unido ter sofrido uma reação adversa.

A Universidade de Oxford informou que os testes à vacina chamada ChAdOx1 nCoV-19, desenvolvida em conjunto com a Farmaceutica AstraZeneca serão retomados no Reino Unido, depois de uma pausa no dia 6 de setembro, como forma de precaução.

Num comunicado divulgado, o Infarmed sublinhou que a suspensão que ocorreu “é demonstrativa do rigor necessário para o bom desenvolvimento de uma vacina” e reiteira que “nenhuma das vacinas para a covid-19 poderá ser disponibilizada sem ter sido sujeita a uma avaliação de segurança e eficácia”, o objetivo dos estudos a que estão sujeitas.

A possível vacina de Oxford, como é conhecida, é considerada uma das mais promissoras e avançadas em todo o mundo, estando, atualmente na fase final de ensaios clínicos, antes de receber autorização dos organismos reguladores para começar o processo de imunização da população.

A União Europeia terá acesso a 300 milhões de doses, sendo que Portugal irá receber 6,9 milhões de vacinas da farmacêutica AstraZeneca. A data prevista dependerá do resultado dos testes que estão a ser efetuados.