imagem qualfood

A restrição do número de pessoas à mesa neste Natal, devido à pandemia, levou alguns criadores britânicos a preferir espécies mais pequenas de perus, para responder à procura de aves de menor porte.

Desde que a pandemia chegou ao país, o criador de aves biológicas Mark Chilcott antecipou que haveria restrições em relação ao número de pessoas que poderiam sentar-se à mesa no Natal.

Em abril, o agricultor, proprietário de uma quinta de 180 hectares no condado de Dorset, no sudoeste de Inglaterra, selecionou perus de raça “bronze”, preferindo fêmeas a machos, por serem mais pequenas, e reduziu o número de animais para 1.200, contra 1.500 no ano passado, contou à agência de notícias France-Presse (AFP).

As fêmeas pesam cinco a seis quilos, cerca de metade do peso dos machos, e representam um terço do peso dos enormes perus vendidos habitualmente nos supermercados na época natalícia, explicou.