Micaela (Foto de Facebook de Micaela)

Micaela ainda não conseguiu livrar-se das malhas judiciais. A cantora foi condenada em tribunal por danos morais e terá de pagar uma indemnização a Carlos Quaresma. A “guerra em tribunal” dura há anos.

Esta “guerra já tem anos” e aconteceu depois de Micaela, de 43 anos, ter chamado de “burlão”, “arquiteto e autor de uma trama fraudulenta, ilícita e ilegal” ao emigrante Carlos Quaresma. O queixoso ficou conhecido depois de se candidatar a umas eleições a Benfica e as acusações estão relacionadas com a pretensão de extorquir dinheiro a várias autarquias, em várias ações solidárias como o envio de material ortopédico oriundo da Suécia.

O caso já tinha ido a tribunal em 2018, com a cantora a ser condenada e a ter de pagar a Carlos Quaresma 20 mil euros de indemnização por “ofensas ao bom nome, honra e consideração do autor”. Valor esse que não foi pago.

Agora, no dia 13 de agosto, Micaela terá pedido ao tribunal de Setúbal, “insolvência pessoal singular”.