Os quatro idosos do lar Alfredo Carriço, da Misericórdia da Trofa, que se encontravam em isolamento por terem contactado diretamente com os primeiros quatro utentes que deram positivo para o novo coronavírus, voltaram a ser testados e também estão infetados.

No total, o lar soma agora 25 idosos com covid-19 – dos quais dois estão hospitalizados – e 16 funcionárias. Há ainda duas trabalhadoras do lar Imaculada Conceição, também da Misericórdia, infetadas, disse ao JN a diretora da instituição, Zélia Reis, indicando, no entanto, que “os 56 idosos deste lar estão negativos”.

Segundo a responsável, os quatro casos conhecidos na quinta-feira ao final do dia tinham “testado negativo” no primeiro rastreio, efetuado a todos os 46 utentes do lar Alfredo Carriço após duas funcionárias darem positivo para o coronavírus, em meados do mês. “Foram falsos negativos”, lamentou Zélia Reis, frisando que “a autoridade de saúde tem sido impecável” no acompanhamento da situação.