Municípios afetados pelas depressões Elsa e Fabien podem candidatar-se a apoio

As autarquias afetadas pelas depressões Elsa e Fabien podem candidatar-se a uma verba de 4,7 milhões de euros para reparação dos danos em infraestruturas e equipamentos municipais através do Fundo de Emergência Municipal, foi hoje anunciado.

Numa nota à comunicação social, o Ministério da Modernização do Estado e da Administração Pública refere que as candidaturas, abertas até 30 de abril, devem ser enviadas às comissões de coordenação e desenvolvimento regional (CCDR) do Norte, do Centro e de Lisboa e Vale do Tejo.

“As CCDR irão apreciar as candidaturas e remeter os respetivos pareceres à Direção-Geral das Autarquias Locais até 31 de maio”, adianta a mesma nota.

Segundo o ministério de Alexandra Leitão, “em causa está a reparação de vias e arruamentos municipais, equipamentos de segurança rodoviária, edifícios municipais e equipamento urbano complementar, equipamentos municipais de lazer e infraestruturas de saneamento básico”.

“Aveiro, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu são os distritos que foram particularmente afetados pelas depressões Elsa e Fabien”, acrescenta o documento.