Ciclovias - Imagem de Alain Rouiller

Os Dados da Federação Europeia de ciclistas, citados pelo Público, revelam que desde o surgimento do surto da Covid-19 foram prometidos 2.318 quilómetros de vias para bicicletas em toda a Europa, com um orçamento de 1.021 milhões de euros.

Portugal está em quarto lugar na tabela dos países da Europa que prometem construir mais ciclovias e em 10º no que mais construiu durante a Pandemia. O país anunciou construir 154,7 quilómetros, dos quais estão construídos 19,4.

A França ocupa o primeiro lugar, Itália o segundo e Espanha o terceiro lugar da tabela.

França, prometeu 904 quilómetros e já construiu 496. Em Itália foram anunciados 416,5 quilómetros e 22,7 já foram implementados e em Espanha o número de quilómetros prometidos é de 199,6 e 102,6 já foram construídos.

A capital de Portugal evidencia-se nas promessas e na implementação das obras realizadas, uma vez que é a quarta cidade que anunciou mais quilómetros e medidas, tendo sido a 15ª cidade que mais construiu, com um total de 13,4 quilómetros.

As ciclovias concluídas em Lisboa representam quase dois terços das realizadas em Portugal durante a pandemia.

Mesmo assim, Roma sobressaiu-se pelo compromisso na construção de uma rede de 150 quilómetros para bicicletas durante o surto da Covid-19. Estão, no momento, construídos 6,3 destes quilómetros.

A seguir a Roma, está o cantão suíço de Vaud e a área metropolitana de Bolonha, seguindo-se Portugal, na 4ª posição.