Portugal vai fechar fronteiras por duas semanas

O Governo vai limitar a circulação de pessoas nos próximos 15 dias, quer através das fronteiras terrestres, aéreas e fluviais, salvo situações excecionais, destinando-se a medida a reduzir os contactos e a conter a epidemia de covid-19.

A informação foi revelada na quinta feira, no parlamento, pelo ministro da Administração Interna.

Eduardo Cabrita anunciou que o Governo “adotará a medida de limitação de deslocações para o exterior de cidadãos nacionais durante os próximos 15 dias, para contribuir para a redução de contágios, limitando as saídas por via aérea, fluvial e terrestre, salvo casos excecionais”.

De acordo com o ministro da Administração Interna, esta medida destina-se “a proteger os cidadãos nacionais e a contribuir para a redução de contágios, limitando-se a pandemia de covid-19”.

“Tal como já tínhamos limitado os voos do Reino Unido e tal como suspendemos os voos nas ligações ao Brasil, iremos contribuir para a decisão europeia que limita voos entre áreas de risco em toda a União Europeia”, disse.

Desta forma, segundo o membro do Governo, por decisão articulada ao nível europeu, passa-se a exigir teste e quarentena. O novo Estado de Emergência é válido até 14 de fevereiro.