Seis homicídios e menos denúncias de violência doméstica no primeiro trimestre

Na Maia, um homem de 31 anos foi detido pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR do Porto, por violência doméstica.

Os militares da Guarda apuraram que o suspeito, habitual consumidor de bebidas alcoólicas e de produtos estupefacientes, terá agredido, injuriado e ameaçado de morte a vítima, sua companheira de 23 anos, com quem manteve uma relação durante três anos. Durante a gravidez da vítima, os episódios de violência aumentaram devido a ciúmes exacerbados, levando à separação do casal, facto que fez escalar as ameaças de morte.

Perante a gravidade dos factos, o agressor foi detido e presente a primeiro interrogatório, no Tribunal de Instrução Criminal de Matosinhos. Foram-lhe aplicadas as medidas de coação de afastamento da residência da vítima, proibição de contactar a vítima por qualquer meio ou forma e de se aproximar dos locais habitualmente frequentados pela mesma, não se podendo aproximar num raio de 500 metros, controlado por pulseira eletrónica.