{"effects_tried":0,"photos_added":0,"origin":"gallery","total_effects_actions":0,"remix_data":[],"tools_used":{"tilt_shift":0,"resize":0,"adjust":0,"curves":0,"motion":0,"perspective":0,"clone":0,"crop":1,"enhance":0,"selection":0,"free_crop":0,"flip_rotate":0,"shape_crop":0,"stretch":0},"total_draw_actions":133,"total_editor_actions":{"border":0,"frame":0,"mask":0,"lensflare":0,"clipart":0,"text":0,"square_fit":0,"shape_mask":0,"callout":0},"total_editor_time":1152,"brushes_used":0,"total_draw_time":771139,"effects_applied":0,"uid":"92CD98E6-5C71-4F25-9184-CDB1A023659B_1538470642536","total_effects_time":0,"sources":[],"layers_used":2,"width":2378,"height":2818,"subsource":"done_button"}

Hervé Vilard (nascido René Villard, a 24 de julho de 1946, em Paris, França) é um cantor pop francês, que se tornou famoso na década de 1960. Seu primeiro single “Capri c’est fini” tornou-se num sucesso internacional em 1965 e transformou-o em famoso instantaneamente. A música vendeu 3,3 milhões de cópias.

Sua longa carreira musical nacional e internacional como compositor, cantor e intérprete percorre quatro décadas e hoje é a recordação impressa no Cartão de Memória.