Arte dos santeiros - imagem DR

A publicação “A produção da Arte Sacra no Vale do Coronado” remonta ao ano de 2017, mas foi editada após a distinção que foi atribuída aos Santeiros de São Mamede como sendo uma das 7 Maravilhas da Cultura Popular.

“A produção da Arte Sacra no Vale do Coronado”, original do Município da Trofa, regista e eterniza num documento histórico e testemunhal esta importante marca cultural do concelho.

A publicação reconhece a relevância da herança associada à produção de imaginária religiosa que, com o passar dos anos se foi desenvolvendo no Vale do Coronado, destacando-se como um saber que passou ao longo de gerações por mestres e aprendizes.

A publicação, que pretende ser um marco histórico e testemunhal tem como objetivo dar a conhecer as oficinas, os indivíduos, os objetos e os materiais estéticos, assim como os métodos de produção e suas técnicas.

O testemunho histórico editado consiste em conteúdos originais apresentados na exposição “A produção de Arte Sacra no Vale do Coronado” que esteve aberto a visita na Casa da Cultura da Trofa em 2012.

Temas como o ofício no Vale do Coronado, o processo de produção, as oficinas e os rostos do ofício atualmente estão documentados na publicação.

Além do mais, o documento conta com testemunhos de Alberto Vieira de Sá, Augusto Ferreira, Boaventura Pereira Matos, Fernando Duarte, Joaquim Oliveira (1926 – 2010), Jorge Brás, Lino Pereira (1939 – 2009), Mamede Bianchi Thedim, Manuel Moreira, Manuel Santos e Zacarias Tedim.