Hoje é o Dia Internacional da Igualdade Feminina.
Salários diferentes para cargos iguais desempenhados por homens e mulheres ainda é uma realidade em Portugal. As diferenças podem ultrapassar os 400 euros, dependendo da função.
A secretária de Estado pela Igualdade e Cidadania, Rosa Monteiro, revela os números, dados pelas próprias empresas, e avança algumas medidas que o Governo tem na manga. Por exemplo, a introdução de uma norma islandesa.
Trata-se de um conjunto de normas de autorregulação, que permite às empresas, aplicando os seus instrumentos de análise, perceberem se estão a prejudicar em termos salariais e remuneratórios.