Presidente termina ronda com partidos sobre renovação do estado de emergência

As medidas mais apertadas do estado de emergência vão entrar em vigor nas próximas horas. Marcelo Rebelo de Sousa assinou ao início da tarde desta terça-feira o decreto do Governo, segundo publicação da página da Presidência da República.

A proibição de deslocação entre concelhos ao fim de semana e a proibição da venda ao postigo de todos os artigos não alimentares e de bebida são duas das principais medidas anunciadas na segunda-feira pelo primeiro-ministro, António Costa.

Também não serão permitidos saldos e promoções, assim como há restrição dos horários do comércio. Todos os estabelecimentos comerciais terão de fechar portas até às 20 horas aos dias da semana e até às 13 horas ao fim de semana. A exceção são os supermercados, que poderão funcionar até às 17 horas ao fim de semana.