PR promulga diploma que executa certificado digital europeu em Portugal
Imagem Paulo Novais / Lusa

As medidas mais apertadas do estado de emergência vão entrar em vigor nas próximas horas. Marcelo Rebelo de Sousa assinou ao início da tarde desta terça-feira o decreto do Governo, segundo publicação da página da Presidência da República.

A proibição de deslocação entre concelhos ao fim de semana e a proibição da venda ao postigo de todos os artigos não alimentares e de bebida são duas das principais medidas anunciadas na segunda-feira pelo primeiro-ministro, António Costa.

Também não serão permitidos saldos e promoções, assim como há restrição dos horários do comércio. Todos os estabelecimentos comerciais terão de fechar portas até às 20 horas aos dias da semana e até às 13 horas ao fim de semana. A exceção são os supermercados, que poderão funcionar até às 17 horas ao fim de semana.