Marcelo assume cinco missões e rejeita

Marcelo Rebelo de Sousa assumiu hoje cinco missões para o seu segundo mandato como Presidente da República – melhor democracia, combate à covid-19, recuperação económica, coesão social e protagonismo internacional do país – e rejeitou “messianismos presidenciais”.

Na sua intervenção perante a Assembleia da República, após tomar posse para um segundo mandato, Marcelo Rebelo de Sousa declarou ser “o mesmo de há cinco anos”, com “independência, espírito de compromisso e estabilidade, proximidade, afeto, preferência pelos excluídos”, a pensar em primeiro lugar “nos que mais necessitam”, como “os sem-abrigo, os com teto, mas sem habitação condigna” e também os idosos “que vivem em lares ou em casa em solidão ou velados por cuidadores formais ou informais”.