SCUTS

A proposta do PSD foi chamada de novo a votação, agora em Plenário e o resultado foi confirmado ontem. A única diferença é que a entrada em vigor difere entre as autoestradas. Numas a redução entra em vigor a partir de 1 julho e em outras já em janeiro, com a entrada em vigor do Orçamento do Estado.

A proposta do PSD foi parcialmente aprovada, deixando de fora as compensações pela perda de receita com a redução das portagens em 50% para os carros com motor a combustão e 75% para os veículos elétricos.

Em causa estão as portagens na A22, A23, A24 e A25, em que os utilizadores beneficiam de “um desconto de 50% no valor da taxa de portagem, aplicável em cada transação”, e, para veículos elétricos e não poluentes, o desconto é de 75%. Neste caso, a redução aplica-se já a partir de janeiro.

Já no caso Costa de Prata, do Grande Porto e do Norte Litoral a redução entra em vigor só a 1 de julho do próximo ano.