Seis homens de Vila do Conde

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) da GNR de Matosinhos, apreendeu ontem 700 gramas de meixão, no concelho de Vila do Conde.

No âmbito de uma ação de fiscalização à captura ilegal de meixão no rio Ave, os militares da GNR verificaram que seis homens utilizavam umas redes próprias para a captura desta espécie que, devido às suas características, são extremamente lesivas à fauna existente.
No desenrolar da ação, foi apreendido o material utilizado na captura desta espécie e 700 gramas de meixão que, no mercado final, poderá atingir os seis mil euros/kg.

O meixão apreendido, por se encontrar vivo, foi devolvido ao seu habitat natural.

Os suspeitos foram constituídos arguidos, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Vila do Conde.

A enguia europeia, Anguilla anguilha, que na fase larvar é conhecida por enguia juvenil/meixão, é uma espécie considerada em perigo e que tem sofrido grande redução do número de efetivos em razão da pesca ilegal, impedindo desta forma o normal ciclo de reprodução, colocando em causa a sustentabilidade da espécie.