Os números da Covid-19 entre crianças e jovens em idade escolar estão a subir acentuadamente, sobretudo no norte do país.

O Jornal de Notícias cita dados conhecidos ontem, na sessão com os peritos no Infarmed, onde também se ficou a saber que, na última semana, mais de 80% dos novos casos não tiveram a origem identificada; que se prevê que o pico da pandemia chegue daqui a uma semana, com mais de sete mil infeções diárias; e que os Cuidados Intensivos estão à beira da rutura.

O número de infeções entre a população jovem teve uma taxa de crescimento superior à verificada nos idosos, a taxa de crescimento é de 32% entre os menores de 10 anos e de 24% entre os adolescentes.